Sínodo 2023: Documento Preparatório é sobre Igreja sinodal: comunhão, participação e missão

2021-09-08       Actualidade       Igreja  

  

O Sínodo intitulado «Para uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão» é uma Assembleia Especial dos Bispos prevista para iniciar nos dias 9 e 10 de Outubro de 2021, em Roma e no dia 17 de Outubro, em cada Diocese. O Documento Preparatório para o Sínodo foi apresentado, ontem, dia 7 de setembro de 2021.

O Documento Preparatório do Sínodo visa a ser um relatório preliminar para orientar a fase preparatória, no sentido da pesquisa e instrução que resultará no Documento de Trabalho. Tem por finalidade reunir percepções, propor discussões, apontar problemas e caminhos possíveis que possam ser reunidos no Documento de trabalho.
O Documento Preparatório consiste em uma introdução e quatro partes, que correspondem à questão fundamental da sinodalidade - caminhar juntos. Também inclui uma indicação de como devem trabalhar as igrejas locais e organismos interessados.
A primeira parte do documento tem por tema o "Apelo a caminhar juntos". Aborda as questões relacionadas ao contexto histórico em que somos chamados à sinodalidade. 
"Para 'caminhar juntos', é necessário que nos deixemos educar pelo Espírito para uma mentalidade verdadeiramente sinodal, entrando com coragem e liberdade de coração num processo de conversão, sem o qual não será possível aquela reforma perene da qual ela [a Igreja], como instituição humana e terrena, necessita perpetuamente", contata.
A segunda parte do documento se refere a "Uma Igreja constitutivamente sinodal", na medida em que "indica o específico modus vivendi et operandi da Igreja, o Povo de Deus, que manifesta e realiza concretamente o ser comunhão no caminhar juntos, no reunir-se em assembleia e no participar ativamente de todos os seus membros na sua missão evangelizadora". A terceira parte é dedicada aos aspetos da Sinodalidade presentes na Sagrada Escritura. 
A quarta parte do documento se refere à "A sinodalidade em ação: roteiros para a consulta do Povo de Deus". Traça um roteiro pastoral adequado para diferentes articulações da sinodalidade e núcleos temáticos para serem aprofundados. 

História do Sínodo dos bispos
O Sínodo dos Bispos foi criado por Paulo VI em setembro de 1965 pelo Motu Proprio “Apostolica Sollicitudo”, no contexto das reformas introduzidas pelo Concílio Vaticano II. Em termossimplificados, trata-se de assembleia periódica dos bispos da Igreja Católica, que vêm a Roma a fim de aportar sua experiência e renovar a orientação do Papa sobre os problemas relativos à atividade da Igreja no mundo. Normalmente, os Sínodos são temáticos.
O documento preparatório integral pode ser encontrado no seguinte link:

Fonte: Diocese de Mindelo (Departamento de comunicação: Padre Hernany Dias)

 



Notícias relacionadas