Há 100 anos nascia o Padre Fernando Barreto

2023-01-04       Actualidade       Igreja  

  

Há 100 anos, nascia o Padre Fernando Barreto, sobejamente conhecido, amado  e venerado pelo povo de Santo Antão e da Boa Vista onde exerceu o ministério pastoral com fidelidade, zelo apostólico e paixão. Pe. Fernando foi um dos dedicados missionários que vieram de Goa para Cabo Verde para auxiliar Dom José Filipe Colaço (também ele goês) no cuidado pastoral da Diocese.

Tendo embarcado em Goa – Índia Portuguesa a 24 de setembro de 1956, ele aportava nas nossas ilhas a 18 de novembro.
A Diocese de Mindelo, região de cabo Verde, onde ele exerceu o seu ministério, está hoje profundamente grata a Deus por este Seu servo bom e humilde, que soube se entregar de alma e coração ao serviço da Igreja e do povo destas ilhas. São inúmeras as obras que ele deixou nas ilhas onde trabalhou, como Reconstrução da Igreja Paroquial de S. João Baptista em Fundo das Figueiras, a construção da Capela de N Sra. da Piedade em João Galego, a residência paroquial no Norte em estilo tipicamente da Índia portuguesa e também a construção do Centro pastoral da Ribeira Grande de S. Antão; são muitos e belos os testemunhos a favor deste venerado pastor, guia, catequista; amigo dos jovens, das famílias, das crianças.

O Pe. António Ferreira (Pe. Ima), Responsável do Arquivo Histórico da Diocese de Santiago e que, enquanto jovem padre, viveu e trabalhou junto com o Pe. Fernando nas paróquias de S. Antão é uma das testemunhas  vivas da fineza humana e da santidade deste pastor que hoje completaria 100 anos de vida. Pe. Ima recordou, hoje, com emoção que o Pe. Fernando morreu nas suas mãos. O Pe. Fernando, um certo dia numa visita ao  cemitério da Ribeira Grande (SA), lhe teria dito: «Filho, eu já estou velho e quero juntar o meu pó ao pó desta terra» e, realmente ficou sepultado no cemitério do Alto Miguel.

Seguem-se algumas notas biográficas e o curriculum pastoral do Pe. Fernando, fornecidas pelo próprio António Ferreira, a quem agradecemos muito o cuidado por manter viva entre nós, memórias como estas.


Padre FERNANDO Francisco Ubaldo Barreto

Data de nascimento – 4 de janeiro de 1923
Naturalidade - - Índia Portuguesa
Filiação – Avertino Teotónio Barreto e Lia Escolástica Graciosa Barreto
Curso preparatório – Seminário de Rachol
Curso Teologia – Seminário de Rachol
Ordenou-se de Presbítero em 6 de janeiro de 1953 em Velha Goa por José Vieira Alvernaz, Patriarca das Índias Orientais
Data do embarque – 24 de setembro de 1956, de Goa – Índia Portuguesa
Data do desembarque – 18 de novembro de 1956 – apresentou-se no mesmo dia[1].

Comissões de serviços

- Por Provisão de 4 de maio de 1957, foi nomeado Vigário Cooperador das freguesias de Santa Isabel e São João Baptista, na Ilha da Boavista.
- Por Provisão de 14 de junho de 1961 foi nomeado Pároco Encarregado das freguesias de Santa Isabel e São João Baptista e Encarrego do Vicariato Forâneo da ilha da Boa Vista.
- Por Provisão de 19 de setembro de 1962 foi nomeado Pároco da freguesia de São João Baptista da ilha da Boavista.
Em gozo de licença graciosa seguiu à Moçambique, via Lisboa, a bordo do n/m “Manuel Alfredo” aos 24 de outubro de 1962. Regressou em 2 de novembro de 1963.
- Por Provisão de 2 de novembro de 1967 foi Encarregado da paroquialidade da freguesia de Santa Isabel e da Vigararia Forânea da ilha da Boavista na ausência do Padre Pancrácio Álvares Furtado.
Seguiu para Goa, via Lisboa, no dia 6 de abril de 1970 em gozo de licença graciosa. Regressou à Diocese, a bordo do n/m “Manuel Alfredo” e com passagem paga pelo Estado no dia 16 de fevereiro de 1971.
- Por Provisão de 8 de dezembro de 1971 foi nomeado Vigário Forâneo da ilha da Boavista.
- Por Provisão de 1 de outubro de 1975 foi desligado dos cargos de Vigário Forâneo da ilha da Boavista e de Pároco da freguesia de São João Baptista, ilha da Boavista e foi nomeado Pároco da freguesia de Nossa Senhora do Rosário e Encarregado das freguesias de Nossa Senhora do Livramento, Santo António das Pombas e São Pedro Apostolo, situadas da ilha de Santo Antão.
- Em 30 de dezembro de 1975 foi nomeado membro do Conselho Presbiteral. Em gozo de licença, seguiu para Goa via Lisboa, em junho de 1978 e regressou em 3 de março de 1979.
Por motivo de saúde, seguiu para Portugal no dia 7 de agosto de 1981 e regressou aos 18 de dezembro de 1981.
Em gozo de férias, seguiu a Goa (Índia) aos 16 de agosto de 1985 e regressou aos 27 de dezembro de 1988.
Por motivo de saúde, seguiu a Portugal aos 24 de julho de 1987 e regressou aos 11 de fevereiro de 1988.
- Por Provisão de 28 de agosto 1986, foi nomeado Administrador Paroquial da paróquia de Santo António das Pombas, na ausência do Pároco[2].
Aos 23 de maio de 1995 seguiu ao Brasil e Portugal de férias e tratamento e regressou 14 de novembro de 1995.
- Por Despacho B/222/2001 de 28 de outubro de 2001 foi desligado das funções de Pároco de Nossa Senhora do Rosário, Santo Antão. Entretanto a Diocese cumpre com todo gosto o dever de agradecer muito penhoradamente toda a dedicação, empenho e carinho posto ao serviço das comunidades paroquiais.
- Por Despacho B/222/2001 de 28 de outubro de 2001 foi desligado das funções de Administrador Paroquial de Nossa Senhora do Livramento, Santo Antão.
Faleceu na Paróquia de Nossa Senhora Rosário, Santo Antão em 15 de junho de 2002
Descansa em Paz! Amém[3]

[1] Obs) Guia n.º 2455, passada pela Direção Geral da Administração Politica e Civil, em Lisboa, 9-11-956
[2] N.º 104 – Clero Secular, Padre FERNANDO Francisco Ubaldo Barreto, in Registo Biográfico da Diocese de Santiago de Cabo Verde, Livro IV. pg. 8 -9 . continua no Livro VIII, pg. 22.
[3] Padre FERNANDO Francisco Ubaldo Barreto, in Registo Biográfico da Diocese de Santiago de Cabo Verde, Livro VIII, pg. 22.

Fonte: diocese de mindelo

 



Notícias relacionadas