Dom Ildo Fortes une-se ao Papa Francisco em ato de consagração da Rússia e da Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria

2022-03-21       Actualidade       Igreja  

  

Acolhendo o pedido do Santo Padre que convidou os bispos de todo o mundo e seus sacerdotes a unirem-se a ele na oração pela paz e na consagração e entrega da Rússia e da Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria, Dom Ildo Fortes, bispo de Mindelo, presidirá o momento de oração na próxima sexta-feira, 25 de março, às 15 horas na Pró-Catedral de Nossa Senhora da Luz. 

Neste mesmo dia, a Igreja celebra as “24 horas para o Senhor” e o próprio Papa celebrará o Ato de Consagração durante a Celebração Penitencial na Basílica de São Pedro, no Vaticano. Francisco enviará a Fátima, Portugal, como Legado Pontifício, o Cardeal Konrad Krajewski, Esmoleiro Apostólico, que fará o ato de consagração na Capelinha das Aparições, durante a oração do Rosário.

Na aparição de 13 de julho de 1917 em Fátima, Nossa Senhora havia pedido a consagração da Rússia a seu Imaculado Coração, afirmando que, se este pedido não fosse atendido, a Rússia espalharia “seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja”. Após as aparições de Fátima houve vários atos de consagração ao Imaculado Coração de Maria: Pio XII consagrou o mundo inteiro em 31 de outubro de 1942 e em 7 de julho de 1952 consagrou especificamente a Rússia ao Imaculado Coração de Maria com a Carta Apostólica Sacro Vergente Anno, diante da difícil situação dos cristãos forçados a viver em um regime ateu.

A mensagem de Fátima não pretende satisfazer curiosidades apocalípticas sobre o fim do mundo, ela apenas lança um apelo sincero à conversão para que a humanidade possa ser salva do egoísmo que destrói. Nestes tempos difíceis, somos acompanhados pelas palavras consoladoras de Maria: “Meu Imaculado Coração triunfará”. Em 2000, o então Cardeal Joseph Ratzinger, Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, explicou o significado destas palavras desta maneira:

“Meu Imaculado Coração triunfará”. O que isso significa? Significa que este Coração aberto a Deus, purificado pela contemplação de Deus, é mais forte que as armas ou armamentos de qualquer espécie. O Fiat (Sim) de Maria, a palavra do seu Coração, mudou a História do mundo, porque introduziu neste mundo o Salvador: graças àquele ‘Sim’, Deus pôde fazer-Se homem no nosso meio e tal permanece para sempre. Que o maligno tem poder neste mundo, vemo-lo e experimentamo-lo continuamente; tem poder, porque a nossa liberdade se deixa continuamente desviar de Deus. Mas, desde que Deus passou a ter um coração humano e deste modo orientou a liberdade do homem para o bem, para Deus, a liberdade para o mal deixou de ter a última palavra. O que vale desde então, está expresso nesta frase: “No mundo tereis tribulações, mas tende confiança! Eu venci o mundo” (Jo 16, 33). A mensagem de Fátima convida a confiar nesta promessa.
 

Fonte: Diocese de Mindelo (c/ Vatican News)

 



Notícias relacionadas