Dom Ildo Fortes destaca trabalho dos Diáconos Permanentes na Igreja de Mindelo

2021-06-10       Actualidade       Igreja  

  

A Diocese de Mindelo conta com a forte colaboração de um grupo de Diáconos Permanentes, distribuídos pelas Ilhas de Santo Antão, São Vicente e Sal, com missão específica nas respetivas Paróquias

Dom Ildo Fortes elogia o trabalho que os Diáconos Permanentes prestam nas diversas localidades das Paróquias da Diocese de Mindelo onde estão inseridos e reconhece que prestam um “trabalho excelente”, lembrando que os Diáconos “não são criados só para a Liturgia”.

Segundo observa o Prelado de Mindelo, em entrevista ao OPAÍS.cv, o Diaconado na Igreja é para uma área “muito importante” que tem a ver com a caridade. “Tudo aquilo que são trabalhos de organização, de administração, cuidar dos pobres, deviam os Diáconos se encarregarem disso e deixar o Presbítero um bocadinho mais livre para as áreas de espiritualidade e de pastoreio”, anotou, enaltecendo a ação que estes “servidores” fazem sobretudo nas comunidades dispersas, e onde não se pode ter sempre a celebração da Eucaristia.

“Também é próprio do Diácono anunciar o Evangelho e catequizar”, reforça Dom Ildo Fortes, observando que os Diáconos dão um “grande apoio” nas áreas sacramentais, ao assistirem a casamentos, batizados e funerais. “São uma mais-valia muito grande” reforça.

A propósito do Diaconado, o Papa Francisco realça o seu serviço na Igreja. “Vós sois os guardas do serviço na Igreja: o serviço à Palavra, o serviço no Altar, o serviço aos Pobres. E a vossa missão, a missão do Diácono, e o seu contributo consistem nisto: em recordar a todos nós que a fé, nas suas diversas expressões – a liturgia comunitária, a oração pessoal, as diversas formas de caridade – e nos seus vários estados de vida – laical, clerical, familiar – possui uma dimensão essencial de serviço. O serviço a Deus e aos irmãos”.

Fonte: Jornal O País

 



Notícias relacionadas