VINTE MULHERES VÃO COMEÇAR A EXERCER A FUNÇÃO DE TAXISTA NOS PRÓXIMOS MESES

2019-09-05       Actualidade       Igreja  

  

Vinte mulheres da capital do país vão receber uma formação como condutoras profissionais de táxi e, brevemente, exercerão essa função que é praticamente dominada pelos homens.

A iniciativa é promovida pelo Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG), em parceria com a Escola de Condução Prevenção Rodoviária e o Ministério da Educação, Família e Inclusão Social, e visa empoderar as mulheres e inseri-las “activamente” no mercado de trabalho, como condutoras profissionais de táxis.
Depois de participarem num “curso intensivo”, as seleccionadas vão receber uma Carteira de Aptidão Profissional (CAP).
Segundo o ICIEG, em Cabo Verde o serviço de táxi é exercido até agora exclusivamente por homens, devido a questões relacionadas com a segurança e o horário em que é exercida esta actividade profissional.
Na Constituição da República está consagrada a igualdade de mulheres e homens perante a lei, assim como a não discriminação em função do sexo, e caberá ao Estado criar condições para a eliminação dos factores que impedem o avanço económico das mulheres.
A questão da igualdade de género tem vindo a ser abordada com crescente abrangência e visibilidade.
Essa abordagem tem sido reflectida nos sucessivos planos de acção de promoção da igualdade, permitindo identificar e estruturar um conjunto de áreas estratégicas de intervenção, que abarcam aspectos ligados às questões do acesso à saúde, educação, violência doméstica, representatividade política e ao empoderamento económico.
A nível do empreendedorismo, apesar do esforço colectivo para a promoção e criação de iniciativas que dignificam o trabalho das mulheres, continua a ser um desafio permanente para a igualdade do género, tendo em conta que muitos sectores de actividades são ainda ocupados de forma esmagadora por homens.
A formação acontece hoje, as 15:00, na Escola de Condução Prevenção Rodoviária e contará com a presença da presidente do ICIEG e da Coordenadora da Unidade de Coordenação da Carta de Política Integrada de Educação, Formação e Emprego.

Fonte: Inforpress

 



Notícias relacionadas