«VIDA CONSAGRADA NÃO É SOBREVIVÊNCIA, É VIDA NOVA» – FRANCISCO

2019-02-02       Actualidade       Papa Francisco  

  

O Papa Francisco presidiu hoje à Eucaristia do XXIII Dia da Vida Consagrada, no Vaticano, e pediu aos religiosos para rejeitarem a tentação de ver a sua vida como “sobrevivência”.

O Site da Ecclesia avança que o Papa Francisco terá dito que «quando a vida consagrada floresce, torna-se “para todos um apelo contra a mediocridade: contra as quedas de altitude na vida espiritual, contra a tentação de jogar por baixo com Deus, contra a adaptação a uma vida cómoda e mundana, contra a reclamação, insatisfação e lamento da própria sorte, contra o habituar-se a “fazer aquilo que se pode” e ao “sempre se fez assim”».
Segundo a mesma fonte, Francisco confidenciou aos presentes que «a vida consagrada não é sobrevivência, é vida nova. É encontro vivo com o Senhor no seu povo. É chamada à obediência fiel de cada dia e às surpresas inéditas do Espírito».
No dia em que a liturgia católica recorda a Apresentação de Jesus no templo, perante Ana e Simeão, o Papa fez referência ao acolhimento que foi feito e sugeriu aos religiosos que recordassem o “primeiro encontro” com Jesus: «É importante voltar às fontes: percorrer com a memória os encontros decisivos que tivemos com Ele, reavivar o primeiro amor, talvez escrever a nossa história de amor com o Senhor. Fará bem à nossa vida consagrada, para que não se torne tempo que passa, mas seja tempo de encontro».

Fonte: Ecclesia

 



Notícias relacionadas