S. Ludgero, bispo, +809
(26/03/2017)


S. Ludgero



Nasceu em  743 em Zuilen, Friesland (moderna Holanda).

Filho de uma família nobre, era irmão dos Santos Gerburgis e  Hildegrin. Ouviu São Bonifácio pregar em 753 e decidiu entrar para a vida religiosa. Estudou sob a direção de São Gregório de Ultrecht (do qual escreveu a biografia). Estudou na Inglaterra três anos  sob a direcção de Santo Alcuino, diácono.

Regressou à Holanda em 773 como missionário. Foi enviado a Deventer em 775 para restaurar uma capela destruída pelos pagãos saxões e recuperar as relíquias de São Lebwin que havia construído a capela. Destruiu ídolos pagãos e locais de cultos pagãos na área oeste de Lauwers Zee e aquela região tornou-se cristã após a sua estadia. Notável pregador. Ensinou na escola de Ultrecht .  Foi ordenado em Colonia em 777 e foi missionário em Friesland, principalmente  ao redor de Ostergau e Dokkum de 777 até 784. Voltava cada outono para Ultrecht para ensinar na escola da Catedral. Deixou a área em 784 quando os Saxões invadiram e expulsaram todos os padres.

Peregrino a Roma em 785, encontrou-se  com o Papa Adraino I e os dois trocaram conselhos. Viveu  como monge beneditino em Monte Casino de 785 a 787 mas não tomou os votos. A pedido de Carlos Magno, retornou a Friesland como missionário. Foi uma expedição bem sucedida e ele construiu um Mosteiro em Weden para servir de base às suas jornadas. Diz a tradição que curou vários cegos.

Construiu um Mosteiro em Mimigernaford como centro do trabalho missionário e serviu como Abade. A palavra “monasterium” deu o nome à cidade que cresceu ao redor da casa: Munster. Construiu várias pequenas capelas em toda a região. Foi o primeiro Bispo de Munster em 804, sendo consagrado em Westphalia.    

Sua saúde piorou nos últimos anos, mas ele nunca reduzia a sua carga de trabalho. Não interessava quão perigosa ou trabalhosa fosse a sua vida fora do Mosteiro, Lugero nunca deixou de  ter tempo para as orações e meditações.   Faleceu na tarde de 26 de março de 809 (sábado da Paixão) de causas naturais e foi enterrado em Werden.

O seu túmulo tornou-se local de peregrinação  e vários milagres foram creditados por sua intercessão. Assim as suas relíquias foram trasladadas para a Catedral de Munster onde tem o seu santuário.   

cf. www.cademeusanto.com.br