Beato Artémides Zatti, religioso enfermeiro, +1951
(15/03/2016)


Beato Artemides Zatti

Nasceu em Boretto, na Itália, em 1880, e emigrou aos 16 anos com toda a sua família para a Argentina (Baía Blanca). Tendo contraido tuberculose, levaram-no para Viedma para ser tratado. Pediu e obteve a cura por meio de Maria Auxiliadora. Foi então que encontrou a sua vocação de salesiano.

Concluído o noviciado e emitidos os votos, exerceu, no mesmo hospital, as funções de farmacêutico, enfermeiro, administrador e vice-director. Durante 40 anos, este salesiano foi o pai dos pobres e dos doentes. Visitava-os regularmente, dia e noite, na sua velha bicicleta. 

Foi beatificado em 2002 por João Paulo II.



Santa Luísa de Marillac, viúva, religiosa, +1660
(15/03/2016)


Santa Luísa de Marillac

Santa Luísa de Marillac ficou órfã aos 14 anos. Pretendia seguir a vocação religiosa, porém por vontade de seus parentes casou-se e teve um filho.Passou por grandes dificuldades no casamento devido a problemas financeiros e a longa enfermidade do marido. Os contactos com São Francisco de Sales ajudaram-na então a enfrentar esse período.Em 1625, o marido morreu, seu filho ingressou no seminário e ela tornou-se religiosa.Santa Luísa teve a felicidade de conviver com pessoas especiais. Além de São Francisco de Sales, a quem conhecia desde 1618, conviveu também com São Vicente de Paulo, cujo encontro determinou novos rumos em sua vida. Santa Luísa foi co-fundadora das Filhas da Caridade. São Vicente dizia às Filhas de Caridade: "Vocês têm por mosteiro, a casa dos enfermos; por cela um quarto alugado; por capela, a igreja paroquial; por claustro, as ruas da cidade; por clausura, a obediência; por grade, o temor de Deus; por véu, a santa modéstia".



S. Clemente Maria Hofbauer, confessor, +1821
(15/03/2016)


S. Clemente Maria Hofbauer

João Clemente Maria Hofbauer nasceu em Tasswitz, na Morávia, a 26 de Dezembro de 1751. Morreu em Viena, a 15 de março de 1820. Conhecido também pelo seu nome moraviano de John Dvorák, foi um eremita, religioso e santo. Hofbauer era o nono dos doze filhos de Maria e Paulo Hofbauer. Foi batizado no dia seguinte, foi-lhe dado o nome de Hansl, ou João, pelo qual foi conhecido por mais de vinte anos até ingressar no eremitério e tomar o nome de Clemente. Vindo de uma família pobre, Hansl tinha poucas hipóteses de ir para um seminário ou de ingressar numa ordem religiosa. Desde cedo começou a estudar latim, o que fez até os 14 anos de idade. Impossibilitado de continuar a estudar para o sacerdócio, dedicou-se a aprender uma profissão. Foi enviado para aprender a profissão de padeiro numa padaria, em 1767. Em 1770 foi trabalhar na padaria do mosteiro dos Monges Brancos em "Kloster Bruck". Nessa época os efeitos da guerra e a fome eram sentidos e muitos desabrigados procuraram o mosteiro por ajuda. Hofbauer trabalhou dia e noite para socorrer a gente pobre que batia à sua porta. Teve destacada atuação contra o estabelecimento de uma Igreja Nacional Germânica e contra as ideias do imperador José II que queria o controle secular do Clero e da Igreja. É considerado o segundo fundador da Congregação do Santíssimo Redentor.

cf. pt.wikipedia.org