Santa Teresa de Jesus dos Andes, virgem, +1920
(13/07/2016)


Joana Fernandez Solar nasceu em Santiago do Chile no dia 13 de Julho de 1900.

Desde a sua adolescência viveu fascinada por Jesus. Entrou para o mosteiro das Carmelitas Descalças de Los Andes, no dia 7 de Maio de 1919, com o nome de Teresa de Jesus. Morreu no dia 12 de abril do ano seguinte, aos 19 anos de idade, depois de ter feito profissão religiosa antes de completar o noviciado, em vista do perigo de morte. Foi canonizada, no dia 21 de março de 1993 pelo papa João Paulo II e por ele proposta como um modelo para a juventude. É a primeira flor de santidade da nação chilena e do Carmelo Descalço da América Latina.



Santos Henrique II, imperador (+1024) e Cunegundes, sua esposa (+1033)
(13/07/2016)


Muitos acusam a Idade Média como um tempo de trevas da história, e é fácil pensar assim se não abrirmos os olhos e olharmos para o alto, pois ali é que se encontram as luzes deste período, ou seja, os inúmeros Santos e Santas. Henrique e Cunegundes fazem parte deste "lustre", pois viveram uma perfeita harmonia de afectos, projectos e ideais de santidade. 

Henrique era filho de duque e nasceu num castelo na Alemanha em 973. Pertencia a uma família santa e, por isso, foi educado por cónegos e, mais tarde, pelo bispo de Ratisbona, adquirindo assim toda uma especial formação cristã. 

Conta-se que espiritualmente se preparou para assumir o trono da Alemanha, sem o saber, pois ainda jovem sonhara com estas breves palavras: "Entre seis". Primeiro, interpretou que teria seis dias antes de morrer mas, como tal não aconteceu, preparou-se em vista a seis meses e em seguida a seis anos, até que por providência assumiu o reinado. 

No caso de Henrique, o adágio de que "por trás de um grande homem está uma grande mulher" funcionou, pois casou-se com a princesa de Luxemburgo, Cunegundes que era um mulher de muitas virtudes e inúmeros dons, ao ponto ajudar durante vinte e sete anos o seu esposo na organização do império e na implantação do Reino de Deus. Com a morte de Henrique II e seu reconhecimento de santidade, Conegundes foi morar num mosteiro, onde cortou o cabelo, vestiu hábito pobre e passou a obedecer às suas superioras até ir ao encontro de Henrique no Céu, quando tinha 61 anos. 

VG