Santa Serafina, virgem, +1253
(13/03/2016)


Santa Serafina

Santa Serafina nasceu em 1238, pertencente a uma nobre família italiana. Era uma menina modesta, pura, piedosa, de grande mortificação, bondosa e caridosa para com todos. Santa Serafina, que amava muito os seus pais e deles recebeu conselhos contra a malícia do mundo, sempre buscou com muito empenho a pureza, a ponto de receber a graça de se consagrar a Cristo como virgem. Com apenas 10 anos, Santa Serafina contraiu uma grave doença que cobriu o seu corpo de chagas incuráveis e dolorosas. Durante a sua enfermidade, Santa Serafina escolheu estar sobre uma tábua, a fim de se assemelhar aCristo e, como São Paulo, completar com os seus sofrimentos o que faltava no Cristo sofredor. Santa Serafina teve momentos muito difíceis na sua vida, porém, devota à Paixão e Morte de Jesus, ofereceu tudo pela conversão dos pecadores até que, em 1253, com 15 anos, entrou na Casa do Pai.



S. Rodrigo, mártir, +857
(13/03/2016)


São Rodrigo (e S. Salomão)

Estes dois santos, juntamente com Santo Eulógio, são os mais conhecidos entre os mártires de Córdova.

Apesar de Córdova ter sofrido por altura da invasão dos muçulmanos, os cristãos não foram tão perseguidos pela sua fé como o seriam anos mais tarde, quando a paz já reinava no local.

Em meados do séc. IX, os governantes passaram a exigir dos cristãos que jamais pronunciassem a sua fé em público e que se mantivessem apenas dentro de casa quando desejassem praticar os seus deveres cristãos.

Rodrigo, Salomão e Eulógio foram os protagonistas de uma história comovente, que aconteceu no ano de 857. Os três eram amigos e Rodrigo tinha dois irmãos, um cristão e outro muçulmano.

Certa vez, quando os seus irmãos estavam brigando, cada qual defendendo a sua própria fé, Rodrigo interveio e, colocando-se no meio dos dois para impedir a briga, levou um golpe que o fez desmaiar.

O irmão muçulmano, vendo que Rodrigo desfalecera, carregou-o nos braços por toda a cidade de Córdova dizendo que ele acabara de abraçar a fé islâmica. Ao despertar, Rodrigo negou qualquer conversão e os muçulmanos passaram a tê-lo como traidor.

Foi preso juntamente com os seus amigos e os três foram condenados à morte juntos.

cf. www.tudook.com

VG




S. Rodrigo, mártir, +857
(13/03/2017)


São Rodrigo (e S. Salomão)

Estes dois santos, juntamente com Santo Eulógio, são os mais conhecidos entre os mártires de Córdova.

Apesar de Córdova ter sofrido por altura da invasão dos muçulmanos, os cristãos não foram tão perseguidos pela sua fé como o seriam anos mais tarde, quando a paz já reinava no local.

Em meados do séc. IX, os governantes passaram a exigir dos cristãos que jamais pronunciassem a sua fé em público e que se mantivessem apenas dentro de casa quando desejassem praticar os seus deveres cristãos.

Rodrigo, Salomão e Eulógio foram os protagonistas de uma história comovente, que aconteceu no ano de 857. Os três eram amigos e Rodrigo tinha dois irmãos, um cristão e outro muçulmano.

Certa vez, quando os seus irmãos estavam brigando, cada qual defendendo a sua própria fé, Rodrigo interveio e, colocando-se no meio dos dois para impedir a briga, levou um golpe que o fez desmaiar.

O irmão muçulmano, vendo que Rodrigo desfalecera, carregou-o nos braços por toda a cidade de Córdova dizendo que ele acabara de abraçar a fé islâmica. Ao despertar, Rodrigo negou qualquer conversão e os muçulmanos passaram a tê-lo como traidor.

Foi preso juntamente com os seus amigos e os três foram condenados à morte juntos.

cf. www.tudook.com



Santa Serafina, virgem, +1253
(13/03/2017)


Santa Serafina

Santa Serafina nasceu em 1238, pertencente a uma nobre família italiana. Era uma menina modesta, pura, piedosa, de grande mortificação, bondosa e caridosa para com todos. Santa Serafina, que amava muito os seus pais e deles recebeu conselhos contra a malícia do mundo, sempre buscou com muito empenho a pureza, a ponto de receber a graça de se consagrar a Cristo como virgem. Com apenas 10 anos, Santa Serafina contraiu uma grave doença que cobriu o seu corpo de chagas incuráveis e dolorosas. Durante a sua enfermidade, Santa Serafina escolheu estar sobre uma tábua, a fim de se assemelhar aCristo e, como São Paulo, completar com os seus sofrimentos o que faltava no Cristo sofredor. Santa Serafina teve momentos muito difíceis na sua vida, porém, devota à Paixão e Morte de Jesus, ofereceu tudo pela conversão dos pecadores até que, em 1253, com 15 anos, entrou na Casa do Pai.

VG