Projecto “Kreditá Na Bô” das Irmãs Adoradoras celebra Protocolo de Cooperação com o Ministério da Justiça e do Trabalho

2017-09-10       Actualidade       Igreja  

  

As Irmãs Adoradoras, residentes em Fonte Felipe – São Vicente, através do Projecto Kreditá Na Bô, celebraram no passado dia 06 de Setembro um Protocolo de Cooperação com o Ministério da Justiça e do Trabalho. 

O Protocolo de Cooperação assinado entre a Congregação das Irmãs Adoradoras e o Ministério da Justiça e do Trabalho, segundo a Irmã Maria Martinha Silva, Superiora, visa «facultar o acesso a informação jurídica gratuita, através de acções de informação/formação, em grupo e individualmente, ao público-alvo do Projecto Kreditá Na Bô das Irmãs Adoradoras em São Vicente: mulheres em situação ou risco de prostituição e seus agregados familiares».
O projecto 'Kreditá na Bô' nasceu em Março de 2016, no âmbito do Carisma e Missão das Irmãs Adoradoras, e é direccionado para mulheres em situação ou risco de prostituição e seus agregados familiares. 
No âmbito deste projecto, são efectuadas deslocações regulares a contextos conotados com a prática da prostituição, para aí estabelecer relação com as mulheres e dar a conhecer o projecto; em espaço de atendimento, sediado temporariamente na Rua Angola, faculta-se atendimento e acompanhamento a nível social, psicológico e jurídico, e encaminhamento para estruturas de saúde, através de parceria com o Centro de Saúde.
O grande objectivo do projecto é a promoção pessoal e social das mulheres, a sua reinserção socio-laboral e a construção de projectos de vida fora dos contextos de prostituição.
Desde o início, o projecto já contactou com mais de 130 mulheres, população-alvo, e acompanha de forma regular e sistematizada cerca de 50.



Notícias relacionadas