PE PAULO VAZ DESAFIA PAROQUIANOS A “SENTIREM E VIVEREM O TESTEMUNHO DE SÃO VICENTE”

2020-01-20       Actualidade       Igreja  

  

Celebra-se, depois de amanhã, 22 de Janeiro, a festa de São Vicente na paróquia e ilha de São Vicente. O Pe Paulo Vaz, pároco de São Vicente, numa entrevista concedida aos coordenadores da página oficial da paróquia de São Vicente, “Renascer-SV”, desafia os paroquianos a «sentirem e viverem o testemunho de São Vicente e a realidade concreta do seu espírito vencedor”.

Muitas actividades têm sido realizadas para ajudar as pessoas a prepararem-se da melhor forma para a festa de São Vicente. Nos dias 12, 13, 14 e 15 de Janeiro, aconteceu uma formação dos agentes da pastoral intitulada “o sentido de pertença à Igreja” e que contou com muita participação dos fiéis da paróquia de São Vicente e da paróquia de Santo António. Ainda, nos dias 13, 14 e 15 de Janeiro, aconteceu, no Centro Bom Pastor, uma formação aos consagrados. As formações foram orientadas pelo Pe Paulo Duarte, Jesuíta, e terminaram com uma conferência intitulada “A Igreja com Cristo sempre Jovem”, às 18h30, na igreja paroquial de São Vicente. No dia 18 de Janeiro, aconteceu um momento de Teatro com o Grupo Juventude em Marcha, às 21h00, no Centro Cultural do Mindelo; no dia 19 de Janeiro, houve um Concerto de Música Sacra, às 18h00, na igreja paroquial de São Vicente.
Já na recta final da preparação da festa de São Vicente, o pároco, Pe Paulo Vaz, continua a apelar a participação e o envolvimento dos paroquianos nas actividades e, desta vez, também os desafia a «sentir e viver o testemunho de São Vicente e a realidade concreta do seu espírito vencedor”. Segundo Vaz, «São Vicente há-de ser referência para todos os paroquianos, e são-vicentinos no geral, como Cristo foi para Ele e, nós, seguindo a Cristo, tenhamos São Vicente por intercessor». 
O Pe Paulo Vaz defende que os paroquianos devem «ser irmãos e confraternos» e é da opinião de que «a vida comunitária, a vida da comunhão paroquial, a vida dos paroquianos não deve ser uma vivência de cristãos de “le se fair ele se passe”, mas sim uma vida de comprometimento, uma vida partilhada e, quando se partilha a vida, a comunidade torna-se forte, se faz força, se compromete e se testemunha, e, assim, Cristo se faz presente, a comunidade é dinâmica e se transforme numa comunidade de vida». 
No vasto programa da Festa de São Vicente – 2020 ainda constam algumas actividades por realizar. Amanhã, 21 de Janeiro, às 18h00, haverá missa da festa da dedicação da igreja de São Vicente, seguida de Via Lucis; e, no dia 22 de Janeiro, às 10h00, haverá o ponto alto das festividades, a solenidade da Festa de São Vicente.



Notícias relacionadas