P. Ottavio Fasano vai ser premiado pela Accademia dei Licei

2017-11-10       Actualidade       Igreja  

  

P. Ottavio Fasano, missionário capuchinho do Norte da Itália, activo em Cabo Verde desde os anos 60 no desenvolvimento espiritual e material do povo das ilhas, vai ser galardoado nesta sexta-feira, 10 de Novembro, em Roma, pela” Academia dei Licei”. Uma surpresa que deixou o seu coração muito alegre. 

O Premio denominado “António Feltrinelli” e atribuído por obras sociais de alto nível moral e social, é dotado de uma soma bastante significativa, que o P. Ottavio vai empregar num projecto de melhoramento da segurança e das condições de vida dos pescadores da ilha do Fogo. O Premio, será entregue à  AMSES e será gerido conjuntamente por essa associação e pela sua congenere ASDE (em Cabo Verde)  - ambas fundadas por P. Ottávio - assim como pelos poderes locais das ilhas do Fogo e Brava, pelos missionários e pelos próprios pescadores.  
Por detrás deste premio está, segundo P. Ottavio a intenção de empurrar a trabalhar com os pobres, mas também um reconhecimento do mundo laico ao trabalho dos missionários.
Na cerimónia de entrega do Prémio, P. Ottávio vai dirigir uma mensagem centrada na ideia de que é necessário fazer bem o bem, pois que ajudar não significa apenas dar o que não nos serve. 
Depois da premiação, P. Ottavio segue para o Piemonte, norte da Itália, acompanhado por uma delegação cabo-verdiana formada, entre outros, pelos Presidentes das Câmara de São Filipe, Jorge Nogueira, e Mosteiros, Carlos Fernandinho Teixeira, na Ilha do Fogo. Em vista estão diversos projectos para o desenvolvimento local da ilha do Vulcão. 
A Academia dei Lincei,  surgiu em 1603 em Roma por obra do patrício Federico Cesi, apaixonado por Ciências naturais. Ao longo da sua história, a Academia tem passado por várias fases, tendo caído na inactividade depois da morte de Cesi; sido revitalizada em 1847 pelo Papa Pio IX; extinta em 1939 pelo regime fascista e depois retomada com fim do regime por ilustres intelectuais e cientistas italianos. Entretanto tinha alargado as suas actividades também às Ciências Humanas. É uma instituição de alta cultura, cujo escopo é promover, coordenar, integrar e difundir o conhecimento cientifico no âmbito da verdade e universalidade da cultura – lê-se na sua página web.  O nome Lincei vem de lince, felino ao qual se atribui uma vista muito penetrante; é também considerado um animal vigoroso e ágil. 

Fonte: Rádio Vaticano

 



Notícias relacionadas