Mensagem Quaresmal de Dom Ildo Fortes

2018-02-18       Actualidade       Igreja  

  

O bispo da Diocese de Mindelo, Dom Ildo Fortes, envia, por ocasião do I Domingo da Quaresma, a Mensagem Quaresmal 2018 a todos os fiéis que compõem esta porção do Povo de Deus das ilhas do Barlavento. A mensagem tem por título “Mudar de direcção e ser todo inteiro de Deus”.  


MENSAGEM QUARESMAL 2018

Mudar de direcção e ser todo inteiro de Deus

Irmãos e irmãs a caminho da Páscoa,
A Igreja sabe que, enquanto peregrinamos na história, precisamos de nos situar num tempo e num lugar, por isso nos oferece uma oportunidade favorável de caminhada, de retorno ao coração de Deus, que é a Quaresma. Muitas vezes fomos longe demais, para longe do Seu olhar e do Seu amor e torna-se necessário envergonhar-se, encher-se de coragem e regressar à Casa paterna (cf. Lc 15, 11-32). A proposta é de caminho comunitário e pessoal; valha-nos a força solidária da comunidade e a certeza que Deus é esse Pai sempre disposto a oferecer-nos uma nova oportunidade de perdão e reconciliação. O Seu amor nos atrai e renova a nossa confiança e a nossa esperança para nos erguermos dos lugares onde o pecado drasticamente nos arremessou e saborear a luz da vida que desponta da Cruz de Cristo.
Converter, mudar radicalmente de direcção, ser todo inteiro de Deus é o desafio que se propõe a todo o cristão que deseja celebrar a Páscoa.  Isto nos lembrava o profeta, ao iniciarmos este tempo santo, com a imposição das cinzas: «Convertei-vos a Mim de todo o coração… rasgai o vosso coração e não os vossos vestidos» (Joel 2,12). Queiramos recriar o nosso deserto interior (espaço de oração e recolhimento), coisa estranha ao mundo de hoje, mas condição indispensável para a escuta e ganhar forças para acolher a vontade de Deus.  É necessário caminharmos na lealdade diante do Deus misericordioso e fazer a experiência da contrição, mais do qualquer espectáculo ritual que enche os olhos, mas não move o coração de Deus. 
Como é habitual, somos convidados a empenharmos na prática da Renúncia Quaresmal. Como diz o Papa Francisco: «a Igreja, nossa mãe e mestra, nos oferece, neste tempo de Quaresma, o remédio doce da oração, da esmola e do jejum». Esse doce remédio afasta-nos do pecado e aproxima-nos de Deus e dos irmãos. A Renúncia Quaresmal deste ano, por sugestão de alguns padres, será destinada para um Projecto, relativamente novo e com enfoco sobretudo em S. Antão, chamado Rede PASM - Rede de Prevenção de Abuso Sexual de Menores - cujo objectivo é sensibilizar e ajudar a prevenir e a combater o crime de abuso sexual de menores. Bem sabemos como esse flagelo, infelizmente, continua a ter lugar em alguns ambientes da nossa sociedade. Os pequeninos sempre tiveram um lugar privilegiado no coração de Jesus e foram objecto do Seu especial cuidado. Nós vamos fazer nossa, essa causa do Mestre. Não nos falte ousadia para a partilha, pois, Deus abençoa largamente quem dá com generosidade.
Votos de uma santa Quaresma - caminho de reconciliação!
Mindelo, 1º Domingo da Quaresma, 18 de Fevereiro de 2018

† Ildo Fortes, Bispo de Mindelo



Notícias relacionadas