Já temos logotipo para a JMJ 2023 em Lisboa

2020-10-16       Actualidade       Igreja  

  

A Comissão Organizadora Local (COL) da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2023 em Lisboa anunciou hoje, numa apresentação online, o logotipo oficial para a JMJ que foi escolhido de entre as centenas de candidaturas que concorreram.

A escolha recaiu sobre um símbolo «inspirado pelo tema escolhido pelo Papa Francisco para a edição da JMJ que terá lugar em Lisboa («Maria levantou-se e partiu apressadamente», Lc 1, 39) e pelos traços da cultura e religiosidade portuguesas», explica a organização.   O símbolo apresenta diferentes elementos, assim explicados pela organização.
A Cruz representa «a Cruz de Cristo, sinal do amor infinito de Deus pela humanidade, é o elemento central, de onde tudo nasce».
 O Caminho é um movimento que «sublinha o convite feito aos jovens para renovarem ‘o vigor interior, os sonhos, o entusiasmo, a esperança e a generosidade’ (Christus Vivit, 20). A acompanhar o caminho surge, ainda, uma forma dinâmica que evoca o Espírito Santo».
O Terço é «celebra a espiritualidade do povo português na sua devoção a Nossa Senhora de Fátima. Este é colocado no caminho para invocar a experiência de peregrinação que é tão marcante em Portugal».
Finalmente, o último elemento, Maria, «foi desenhada jovem para representar a figura do Evangelho de São Lucas (Lc 1, 39) e potenciar uma maior identificação com os jovens. O desenho exprime a juvenilidade própria da sua idade, característica de quem ainda não foi mãe, mas carrega em si a luz do mundo. Esta figura aparece levemente inclinada, para mostrar a atitude decidida da Virgem Maria».  
A autora, Beatriz Roque Antunes, tem 24 anos, é diretora de Arte e designer, e pensou concorrer quando viu a irmã preparar-se com um grupo de amigos para concorrer ao hino da JMJ. «Fui acompanhando o processo de construção do hino, a reflexão em relação à leitura, e isso fez com que eu ficasse com vontade de fazer a minha parte e concorrer para a imagem». A proposta vencedora foi «escolhida num concurso internacional promovido pelo COL que contou com a participação de centenas de candidatos provenientes de 30 países dos cinco continentes».
«A triagem inicial dos trabalhos foi feita por uma equipa de académicos da Universidade Católica Portuguesa que selecionou as 21 melhores propostas. Estas foram depois avaliadas por profissionais da área do marketing e da comunicação, provenientes de agências de comunicação presentes em Portugal, que elegeram três finalistas. Coube depois ao Dicastério para os Leigos, Família e Vida selecionar a proposta vencedora», explicou a organização em comunicado.
D. Manuel Clemente, Cardeal Patriarca de Lisboa, esteve presente na apresentação e referiu que a JMJ se assenta na «vontade de cumprir o que nos pediu o Papa Francisco». «Quando houve o anúncio falei com ele e perguntei o que ele esperava e ele disse “Evangelização", de um modo muito vincado, explicou o prelado, que acrescentou que o logo que foi hoje apresentado fala de «Maria, uma jovem que vai levar o anúncio desse Jesus que lhe tinha sido anunciado e que ela carregava apressadamente, mas não ansiosamente, à sua prima Isabel. Evangelização é isso, e é o que se espera de Lisboa», declarou.

Fonte: Família Cristã

 



Notícias relacionadas