ILHA DAS DUNAS CELEBRA SANTA ISABEL

2019-07-04       Actualidade       Igreja  

  

A paróquia de Santa Isabel, Sal Rei, ilha da Boavista, celebra hoje, 04 de Julho, às 10h30, na igreja paroquial, a festa de Santa Isabel e que, este ano, será presidida pelo Pe Paulo Vaz, Vigário-Geral da Diocese de Mindelo.

A missa festiva de Santa Isabel acontece na Igreja paroquial, às 10h30, mas, segundo informações, a igreja torna-se demasiado pequena para muitos fiéis que participam daquela celebração pelo que, segundo o pároco, Pe Adriano Cabral, é preciso fazer/montar uma cobertura no largo para suavizar a participação dos fiéis no sol intenso de Boavista. Os ensaios de cânticos, a ornamentação e a liturgia em geral foram acontecendo, de forma que «consideramos os preparativos avançados e bem encaminhados. O programa é semelhante ao do ano passado: houve a habitual e interessante peregrinação da imagem da santa padroeira pelas zonas/casas/famílias da paróquia, ontem tivemos a missa vespertina na zona do Bairro da Boa Esperança (Barraca) onde reside a maioria da população desta ilha e como se sabe em condições socio-familiar no mínimo preocupantes, seguida de procissão à igreja Matriz/Paroquial de Santa Isabel» - referiu o Pe Adriano Cabral. 
Hoje, dia 04 julho, é o grande dia da festa da Rainha Santa Isabel, a missa em honra da Santa Padroeira acontece às 10h30, precedida de habitual procissão com bênção do mar. A missa foi presidida pelo P. Paulo Vaz, Vigário-Geral da Diocese, antes também pároco na ilha, e que à nossa redacção manifestou a sua alegria em presidir a festa: «voltar de novo para Boavista, para mim, é sempre uma grande alegria. Em Boavista cresci como padre, aprendi a ser padre e a servir de todo o coração os meus paroquianos, a servir a todos sem ver para quem». Vaz adianta ainda que: «encontrar-me com as pessoas que formaram por anos parte da minha vida, que me ajudaram e colaboraram comigo na missão; ver as crianças que careciam de tudo: educação, saúde, habitação… hoje feitos homens e mulheres instruídos, com educação intelectual e cívica; famílias constituídas; melhor posição económica e melhor poder de compra; compromissos e engajamento social e religioso, isso só me pode orgulhar e encher de alegria e exultação a Deus nosso Pai». 
É a primeira vez, como pároco, que o Pe Adriano Cabral está a viver a festa de Santa Isabel e, por isso, sente-se «expectante em relação ao dia da festa para ver o ambiente e a participação e viver também a celebração com os meus fiéis paroquianos. Nestes dias que antecedem tenho procurado acompanhar, observando e envolvendo-me também para que tudo corra bem». Cabral espera que seja, efectivamente, «um dia de festa cristã, ou seja, um dia especial de experimentarmos a comunhão paroquial gerada por causa da nossa fé em Deus e da nossa devoção a Nossa Santa Padroeira». 
Recorde-se que Isabel de Aragão foi uma infanta aragonesa, que viveu aproximadamente do ano 1282 até 1325, sendo rainha consorte de D. Dinis. Ficou para a história com a fama de santa, tendo sido beatificada e, posteriormente, canonizada. Ficou popularmente conhecida como Rainha Santa Isabel ou, simplesmente, A Rainha Santa e é padroeira da cidade de Coimbra.



Notícias relacionadas