Dom Ildo Fortes desafia reclusos da Cadeia de Ribeirinha a terem esperança

2017-12-19       Actualidade       Igreja  

  

O bispo da Diocese de Mindelo, Dom Ildo Fortes, desafiou os reclusos da Cadeia de Ribeirinha, São Vicente, a terem esperança em dias melhores. Aconteceu hoje, 19 de Dezembro, neste dia em que Dom Ildo Fortes se deslocou à Cadeia de Ribeirinha para presidir a festa de Natal com os reclusos daquela instituição penitenciária.

Eram 15h30 quando a missa de Natal na Cadeia de Ribeirinha começou e lá estava Dom Ildo Fortes, bispo da Diocese de Mindelo, a presidir a festa, acompanhado pelos padres Benvindo Rodrigues e João José, pelos seminaristas menores da Diocese de Mindelo e por muitos paroquianos das três paróquias da ilha de São Vicente que quiseram fazer presença na celebração de Natal antecipado na Cadeia de Ribeirinha.
Na sua homilia da festa de Natal na Cadeia de Ribeirinha, Dom Ildo Fortes realçou a importância do “hoje”, do Evangelho da vigília de Natal, na vida dos cristãos. O bispo da Diocese de Mindelo sublinhou que «o hoje é qualquer coisa de muito importante na vida dos cristãos. “Anuncio-vos uma grande alegria: hoje nasceu-vos o Salvador”. Por isso, não deixemos tudo para amanhã, ou se muda hoje, ou então amanhã poderá ser tarde demais».
O prelado da Diocese de Mindelo ainda realçou que «é possível estar em reclusão e ver a vida a renovar. Trata-se, portanto, da conversão que é mudança contínua de vida. E, neste aspecto, é Deus que nos ama e que nos dá inúmeras oportunidades de recomeçarmos de novo». Dom Ildo Fortes relembrava a todos que «é Deus que nos dá a luz e a Luz Verdadeira é o Seu Filho Jesus Cristo. Essa Luz está dentro de cada um de nós. Existem outras luzes que dependem do sol, da lua, das estrelas e da Electra. Mas, a luz da fé, caridade e esperança depende essencialmente de cada um de nós».



Notícias relacionadas