Dom Ildo Fortes desafia catequistas a serem exemplos de vida

2017-11-12       Actualidade       Igreja  

  

O bispo da Diocese de Mindelo, Dom Ildo Fortes, desfiou ontem, 11 de Novembro, os catequistas das três paróquias da ilha de São Vicente, reunidos durante toda a tarde em Assembleia, a serem exemplos de vida a seguir.

Realizou-se ontem, 11 de Novembro, a Assembleia de Catequistas da ilha de São Vicente que congregou dezenas de catequistas das três paróquias da ilha, como já foi avançado pelo Site da Diocese de Mindelo. Entre as muitas intervenções, dinâmicas e partilhas que marcaram a tarde de ontem dos catequistas, houve uma “visita surpresa” do Bispo da Diocese de Mindelo, que proferiu algumas palavras antes de partir para Guiné-Bissau onde irá participar na Conferência Episcopal.
Dom Ildo Fortes começou por realçar o lema da Diocese de Mindelo para o Ano Pastoral 2017/18 - “Reconciliados com Cristo, fermentos de um mundo novo” – dizendo que os catequistas deveriam ser fermentos neste mundo porque são luz e sal como dizia Cristo Jesus. O único fermento, na opinião de Dom Ildo Fortes, que os catequistas nunca devem desejar ser é o “fermento dos fariseus”, porque é baseado na malícia. 
O Bispo da Diocese de Mindelo disse que o catequista deve «ser um exemplo de vida a seguir; deve estar motivado para poder motivar os outros; deve saber de crianças, ir ter com elas, saber onde estão, visitar os familiares; deve estar aberto à formação, disponível para se formar e para depois formar os outros». Dom Ildo Fortes lembrou ainda que «a catequese não é apenas uma transmissão de conhecimentos, não é apenas uma aula ou lição. É, antes de mais, o acompanhamento que implica dinâmicas, criatividade, forma de estar, postura e seriedade de vida».



Notícias relacionadas