COMUNICADO DA DIOCESE DE MINDELO SOBRE O CORONAVIRUS

2020-03-14       Actualidade       Sociedade  

  

Seriedade, Serenidade e Coragem
O Bispo de Mindelo envia uma Nota aos sacerdotes e a toda a Diocese de Mindelo sobre a Pandemia COVID-19 (CORONAVÍRUS), lembrando o apelo da Igreja para viver este momento com seriedade, serenidade e coragem e fazendo algumas recomendações a serem tidas em conta nas comunidades.

NOTA A PROPÓSITO DA PANDEMIA COVID-19 (CORONAVÍRUS)  

Estimados sacerdotes / Meus irmãos e irmãs,

A vida humana é sagrada e tem um grande valor aos olhos de Deus; como cristãos, temos a obrigação moral ainda maior de a defender com todas as forças. A nossa terra não conhece ainda (e Deus queira que nunca) a epidemia de Covid-19, mais conhecido como coronavírus, que tem abalado o mundo. Sem cair no desânimo ou no pânico, não podemos deixar de aprender com o que aconteceu noutros países onde o vírus está a provocar muitas vítimas e devemos agir desde já para o bem de todos.

Em sintonia com o Santo Padre e o Dicastério para o cuidado pastoral dos leigos, da família e da vida, manifestamos às pessoas afectadas e ameaçadas por esta infecção viral, a nossa proximidade, o nosso afecto e a nossa oração por elas. Expressamos também a nossa gratidão aos médicos, enfermeiros, pesquisadores e todos quantos estão empenhados em fazer travar esta pandemia.

O convite que a Igreja dirige a todos, é este: «enfrentar esta emergência de saúde internacional com “seriedade, serenidade e coragem”, disponíveis a alguns sacrifícios no estilo de vida pessoal para o bem comum. “Que cada família se torne um recurso, força propulsora do sentido de responsabilidade, de solidariedade, de fortaleza e prudência, de compartilha e de ajuda recíproca na dificuldade. Cada um é chamado a fazer a própria parte, e certos de que o Pai do Céu não deixará de olhar para os seus filhos em momentos de aflição”.

Assim, para além de acolher as directrizes que as competentes autoridades da saúde propõem, na Diocese de Mindelo, vimos recomendar (até novas orientações) que: a) nas Eucaristias se omita o gesto do abraço da paz; b) que a Sagrada Comunhão seja recebida na mão (e não na boca); d) que os sacerdotes tenham a devida precaução na proximidade do contacto físico na confissão e outros atendimentos pessoais.

Confiamos a nossa terra e o mundo inteiro ao Senhor do Universo e imploramos a poderosa protecção da Mãe de Deus, sinal de salvação e esperança nesses “dias de emergência de saúde”.

Cordialmente no Senhor, Pai de misericórdia!  

Mindelo, 13 de Março de 2020  
† Ildo Fortes, Bispo de Mindelo

Fonte: Diocese de Mindelo

 



Notícias relacionadas

         A IGREJA E O CORONAVÍRUS NA BOA VISTA (2020-03-25)
         MENSAGEM DA QUARESMA 2020 DO BISPO DE MINDELO (2020-02-29)
         CORONAVIRUS – ESTUDANTE CABO-VERDIANO NA CHINA TRANQUILIZA FAMILIARE ... (2020-02-01)
         Bispo de Mindelo celebra Natal com os reclusos em São Vicente (2019-12-19)
         DIOCESE DE MINDELO CRIA ‘COMISSÃO DIOCESANA DAS MIGRAÇÕES’ (2019-09-06)
         SEMINARISTAS MAIORES EM EXPERIÊNCIA PASTORAL PELAS DIVERSAS PARÓQUIA ... (2019-07-26)
         SEMINARISTA MAIOR DA DIOCESE DE MINDELO FAZ VOLUNTARIADO NO SANTUÁRIO ... (2019-07-17)
         SEMINARISTA MAIOR DA DIOCESE DE MINDELO ESTUDA NEO-GREGO, HISTÓRIA DA ... (2019-06-26)
         SÃO JOÃO BAPTISTA CELEBRADO NA DIOCESE DE MINDELO (2019-06-24)
         NOTA DE CONDOLÊNCIAS DA DIOCESE DE MINDELO PELO FALECIMENTO DE DOM PA ... (2019-06-17)