ACTIVISTA SOCIAL NOMEADA EMBAIXADORA DO PROJECTO DE CONSTRUÇÃO DA CAPELA DE NOSSA SENHORA DA PIEDADE

2019-08-23       Actualidade       Igreja  

  

O pároco de Santo António das Pombas, no Paul, Pe José Júlio Fortes, nomeou a activista social Maria Teresa Segredo como “embaixadora” do projecto de construção da capela de Nossa Senhora da Piedade, na localidade de Janela.

É que a antiga capela do pólo pastoral de Nossa Senhora da Piedade, em Janela, estava em ruínas e os responsáveis sentiram a necessidade de a demolir para construir uma nova, com valências que garantam a satisfação das actuais necessidades de crescimento da Igreja naquela localidade.
Com perto de 250 crianças na catequese, os espaços então existentes eram insuficientes para dar vazão às necessidades, mas a falta de instalações para a realização de outras actividades sociais e religiosas era muito sentida em Janela.
Para a construção da nova capela, a paróquia de Santo António das Pombas precisa de angariar cerca de 30 mil contos e a obra vai sendo implementada à medida que os recursos vão surgindo e a “embaixadora” Maria Teresa Segredo tem a missão de mobilizar vontades junto, sobretudo, dos emigrantes na Europa, com vista à angariação dos necessários fundos para a construção da capela.
«Esta campanha vai fluindo, quer nas comunidades da diáspora quer localmente, mas ainda não é o que nós queremos», disse o padre Julinho, como é conhecido o pároco de Santo António das Pombas, que espera contar com a ajuda de várias entidades públicas e privadas para a construção dessa infra-estrutura que não servirá apenas a comunidade católica mas toda a população e os turistas que demandam a localidade.
Maria Teresa Segredo disse à Inforpress que abraça essa responsabilidade «com todo o amor e carinho», porque considera que essa é a sua missão e revelou que já conta com «alguma luz verde» para conseguir subsídios na Holanda e noutros países da Europa e pensa mobilizar os cabo-verdianos radicados nesses países com vista à realização de actividades para completar o financiamento pretendido.

Fonte: Inforpress

 



Notícias relacionadas